Procissão

O Cristo morto seguia na frente, carregado por estranhas personagens,
com estranhas vestes.
Atrás, mulheres puxavam a oração.
E depois delas, ia a procissão.

Estendendo-se, talvez cinco quarteirões,
a reza ia decrescendo,
à medida que do Cristo se afastava...
Iam formando, por aí, então,
bolsões com gente que não rezava, cochichava.

- Mas, afinal, pergunta alguém que observava, vocês vieram pra rezar ou não? Por que, afinal, estão na procissão?

E reza alto, puxando o cordão.
- Ora, rezem ou, então, que se vão.
Por que, afinal, estão na procissão?

by Jorge Luiz Brandt

 

©  2003 - Nova Era